04/08/2021

MAÇÃ/CEPEA: Como está o desempenho da cultura na parcial do ano?

Preços médios recuam nas classificadoras

Por Isabela Pegolo Alves e Marcela Barbieri
Em parceria com
Ihara
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAÇÃ/CEPEA: Como está o desempenho da cultura na parcial do ano?Ver fotos

Piracicaba, 04 – Diante da maior oferta nacional, os preços da maçã recuaram nas regiões classificadoras na parcial deste ano (janeiro a julho). Neste período, o valor médio da gala 110 Cat 1 foi de R$ 75,39/cx de 18 kg, queda de 15% frente à mesma parcial do ano passado. A gala 165 Cat 1, por sua vez, foi vendida a R$ 58,41/cx, valor 4% inferior, na mesma comparação.

De acordo com agentes consultados pelo Hortifruti/Cepea, a maior desvalorização da fruta graúda está relacionada à elevada concentração destes calibres no volume da atual safra e ao impacto da crise econômica gerada pela covid-19, devido à maior resistência do mercado por maçãs “mais caras” – portanto, as tidas como “em conta”, como as miúdas, por exemplo, foram mais procuradas em relação às demais.

Este entrave econômico preocupa muitos classificadores quanto à rentabilidade deste ano. Apesar de os custos unitários se reduzirem, diante da maior produção, há receio de que este cenário limite a margem de ganho e, por isso, visando obter melhores retornos, agentes aumentaram as exportações no período.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, cotação de maçã, HF Brasil, mercado de maçã, oferta de maçã em 2021, preços de maçã

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui