23/07/2018

HORTIFRUTI/CEPEA: Quem são as CSFI's?

Soma dos produtos equivale a um faturamento de R$ 4,3 bilhões

Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
HORTIFRUTI/CEPEA: Quem são as CSFI's?Ver fotos

Piracicaba, 23 – As 12 CSFI's avaliadas pela Anvisa (abobrinha, alface, beterraba, couve, pepino, pimentão e repolho; abacaxi, goiaba, mamão, manga e morango) apresentam uma importância socioeconômica relevante no segmento de frutas e hortaliças do Brasil. Em termos econômicos, a soma desses 12 produtos equivale a uma produção de 4 milhões de toneladas e um faturamento de R$ 4,3 bilhões (dados de 2006, do Censo Agrícola do IBGE; valores financeiros atualizados para 2017).

A dependência da produção convencional é relevante para essas culturas, já que de 70% a 80% utilizam controle químico para combater pragas e doenças, também segundo o IBGE. Em termos sociais, mais de 300 mil propriedades nacionais produzem as CSFI's, sendo boa parte de pequena escala, com expressiva presença da mão de obra familiar (também estatísticas de 2006, do IBGE).

No geral, como as CSFI's têm número reduzido de agroquímicos registrados, as perdas de produtividade podem ser significativas. Por conta disso, esse grupo de hortifrútis apresenta o maior nível de amostras insatisfatórias detectadas pelo Para/Anvisa. No último relatório da Agência, divulgado em 2016, as CSFI's representavam cerca de metade do total de casos detectados fora da conformidade – dos 824 ingredientes ativos fora da conformidade, 263 eram desse grupo, sendo que, destes, 67% eram de defensivos não registrados.

Para saber mais sobre as CSFI's, confira o conteúdo completo na revista Hortifruti Brasil, clicando aqui.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: anvisa, controle químico, CSFI's, frutas e hortaliças, Hortifruti Brasil, uso de defensivos

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui