04/09/2020

UVA/CEPEA: Após quedas sucessivas, cotação da BRS vitória reage no Vale

Comercialização melhora nas centrais atacadistas

Por Bárbara Castilha e Fernanda Geraldini Palmieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
UVA/CEPEA: Após quedas sucessivas, cotação da BRS vitória reage no ValeVer fotos

Piracicaba, 04 - Assim como esperado, o mês de agosto trouxe recuperação na produção de uvas do Vale do São Francisco (PE/BA), especialmente para as variedades negras sem semente. Após meses mais úmidos, os parreirais estão se recuperando aos poucos, e não mostram grandes sinais de míldio ou outros problemas fitossanitários graves. Por outro lado, a intensificação da oferta impactou fortemente nos preços. Para a BRS vitória, o mês de agosto finalizou com queda de 30% na roça e 22% para a embalada frente a julho.

Consultados pelo Hortifruti/Cepea, colaboradores informaram que as comercializações nas centrais atacadistas foram mais fluídas nesta semana, impulsionadas pelas altas temperaturas no Sudeste, auxiliando o escoamento das uvas nordestinas. Assim, após semanas em baixa, a BRS vitória finalmente começou a reagir no Vale, fechando a semana (31/08 a 04/09) em R$ 3,65/kg na roça e R$ 6,05/kg para a embalada, altas respectivas de 11,7% e de 0,8% frente à passada.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: brs vitória, ceasa, clima, comercialização, cotação, demanda, juazeiro, oferta, Petrolina, preço, uva, vale do são francisco, vitória

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui