20/11/2020

TOMATE/CEPEA: Preços despencam!

Oferta pode reduzir na próxima semana

Por Raquel Moreira Sabelli, Juliana Acácio Toledo Parede, Felipe Souza Wohnrath, Luana Chiminasso e João Paulo Bernardes Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
TOMATE/CEPEA: Preços despencam!Ver fotos

Piracicaba,20 - Entre os dias 16 e 20/11, o preço do tomate salada longa vida 3A, caixa de 18-20 kg, ficou em R$ 45,43 (-48,65%) na Ceagesp, em R$ 57,78 (-41,86%) em Campinas/SP, em R$ 63,37 (-38,24%) no Rio de Janeiro/RJ e em R$ 43,33 (-49,27%) em Belo Horizonte/MG. A desvalorização expressiva se deve às altas temperaturas noturnas registradas nas roças, as quais contribuíram para a aceleração da maturação dos frutos que estavam sendo “acumulados” nas lavouras nas últimas semanas – quando o clima estava mais ameno (responsável pelo adiamento do ponto de colheita). Além disso, novembro é marcado pela intensificação da oferta da segunda parte da safra de inverno em Sumaré (SP) e Sul de Minas (MG), e da temporada de verão em Itapeva (SP) e Reserva (PR). Assim, o preço do tomate salada longa vida 2A, nas lavouras, na parcial deste mês (até dia 19/11), ficou em R$ 67,70 – enquanto, nesta semana, fechou a R$ 40,50. Para a próxima semana, como boa parte dos frutos que estavam com a maturação atrasada já foi colhida, e como a previsão é de queda nas temperaturas, pode ocorrer certa redução de oferta em relação ao período atual, apesar da tendência de intensificação da safra de verão.

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: atacado, Ceagesp, ceasa, cotação, desvalorização, fruto, maturação, oferta, preço, queda, tomate, valor, variação

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui