21/05/2021

TOMATE/CEPEA: Demanda fraca e maior oferta resultam em desvalorização

Reserva ainda oferta em volume significativo

Por Felipe Souza Wohnrath, Luana Chiminasso e João Paulo Bernardes Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
TOMATE/CEPEA: Demanda fraca e maior oferta resultam em desvalorizaçãoVer fotos

Piracicaba, 21 - Entre os dias 17 e 21/05, os valores do tomate salada longa vida 3A ficaram em R$ 42,12 (-23,03%) na Ceagesp, em R$ 52,81 (-14,82%) em Campinas/SP, em R$ 45,87 (-24,04%) no Rio de Janeiro/RJ e em R$ 41,87 (-10,9%) em Belo Horizonte/MG. Os preços ao longo desta semana vieram caindo a cada dia, por conta do aumento na área colhida na safra de inverno e intensificação na maturação nas lavouras de verão e de inverno, que estavam com o ciclo atrasado devido às baixas temperaturas – nesta semana, os dias foram um pouco mais quentes. Atacadistas comentaram que houve uma quantidade 20% maior que o esperado de tomates maduros no mercado. Especificamente nesta sexta-feira (21), a maturação foi menor, diminuindo a entrada de tomates e aumentando um pouco os preços, mas não o suficiente para conter a queda desde segunda-feira (17). Além da maior oferta, a demanda segue fraca, o que reforça a desvalorização, mesmo sem haver um grande volume de tomates no mercado.

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: atacado, Ceagesp, ceasa, colheita, cotação, demanda, desvalorização, fruto, maturação, oferta, preço, safra de inverno, safra de verão, temperatura, tomate, valor

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui