02/10/2020

MELÃO/CEPEA: Oferta é baixa, mas demanda é ainda menor

Preço do amarelo recua nas regiões produtoras

Por Maria Giulia Marchesi e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELÃO/CEPEA: Oferta é baixa, mas demanda é ainda menorVer fotos

Piracicaba, 02 - Esta semana (28/09 a 2/10) registrou nova desvalorização do melão amarelo nas principais regiões produtoras. A maior queda de preços foi observada no Vale do São Francisco (BA/PE), onde, mesmo em entressafra, o amarelo vendido a granel foi cotado a R$ 0,95/kg, valor 32% inferior ao da semana passada. Produtores da região relataram que o fim de mês impactou fortemente na demanda pela fruta no período, até mesmo no mercado regional, visto a atual situação econômica do País.

No Rio Grande do Norte/Ceará, cenário similar foi observado: diante dos entraves citados anteriormente, nem mesmo as altas temperaturas nos principais centros consumidores (como Sudeste) conseguiram favorecer as vendas do melão. Assim, mesmo com a oferta doméstica ainda controlada pelas exportações, o amarelo tipos 6 e 7 foi vendido ao preço médio de R$ 29,50/cx de 13 kg, redução de 7% na mesma comparação. Vale destacar que muitos produtores relataram pressão dos compradores por descontos, pois estão reticentes em pagar elevados valores.

Para as próximas semanas, o início de mês e o clima mais quente pode contribuir para aumentar a demanda pelo melão. Entretanto, o volume disponível vai depender do das exportações. Por enquanto, espera-se que sigam “limpando” a oferta.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: calor, Cepea, demanda enfraquecida, fim de mês, HF Brasil, melão amarelo, oferta controlada, preço de melão, queda de preço

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui