26/06/2018

MELANCIA/CEPEA: Após três meses de colheita, Uruana tem resultados positivos

Menor oferta no primeiro mês impulsiona cotações

Por Mariane Novais e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELANCIA/CEPEA: Após três meses de colheita, Uruana tem resultados positivosVer fotos

Piracicaba, 26 – As cotações da parcial da temporada de melancia em Uruana (GO) estão superiores às do mesmo período de 2017. Os maiores valores foram registrados principalmente entre a segunda quinzena de abril e a primeira de maio, já que a oferta ficou restrita à praça goiana no período, e o volume colhido era baixo.

Na parcial da safra (abril a junho), o preço médio foi de R$ 0,86/kg para a melancia graúda (>12 kg), um avanço de 87% frente ao mesmo período do ano passado. Apesar da média satisfatória, a desorganização do mercado após a greve dos caminhoneiros – bem como as perdas decorrentes da paralisação – pressionou as cotações, restringindo a rentabilidade dos melancicultores em junho.

Para o mês de julho, a concorrência com as melancias produzidas em Lagoa da Confusão e Formoso do Araguaia (TO) pode impedir valorizações significativas nas lavouras, já que também há previsão de aumento da oferta em Goiás.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, cotação, melancia, oferta, preços de melancia, produção de melancia, Uruana

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui