21/11/2019 às 23:00

MANGA/CEPEA: Colheita de tommy segue firme em SP

Safra da variedade pode ser mais curta neste ano

Por Laís Marcomini, Felipe Spessotto e Fernanda Geraldini Palmieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MANGA/CEPEA: Colheita de tommy segue firme em SPVer fotos

Piracicaba, 22 - A safra paulista de manga tommy, iniciada no final de outubro, pode ser mais curta neste ano. De acordo com agentes locais, a fruta teve problemas na maturação, e lotes ficaram com calibre menor do que o exigido comercialmente. A opinião de alguns mangicultores é de que a safra da variedade seja até 20% menor em volume frente ao ano passado – fazendo, inclusive, com que alguns produtores encerrem a colheita ao final do mês de dezembro. Contudo, ainda é cedo para prever de modo assertivo as quantidades produzidas.

Nesta semana, o volume colhido de tommy cresceu, e as cotações ficaram na média de R$ 0,71/kg (-6%) em Monte Alto/Taquaritinga.  Ao longo de novembro, um maior número de produtores deve iniciar a safra, porém a palmer só deve ser ofertada de forma expressiva em janeiro. Salienta-se que os lotes de palmer que foram comercializados agora estavam verdes, mas aos produtores que vão colher em dezembro, a fruta estará no ponto ideal de maturação dentro de 15 a 20 dias. De modo geral, mediante atrasos por conta do clima, a safra paulista de palmer pode se prolongar até março de 2020.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: calendário, clima, cotação, manga, maturação, monte alto, oferta, palmer, preço, qualidade, safra, taquaritinga, tommy

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui