19/07/2021

MAMÃO/CEPEA: Exportações recuam em junho

Menor oferta é um dos motivos

Por Wharlhey de Cássia Nunes e Marcela Barbieri
Em parceria com
LS Tractor
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAMÃO/CEPEA: Exportações recuam em junhoVer fotos

Piracicaba, 19 – As exportações brasileiras de mamão recuaram em junho. De acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), o volume enviado no período foi de 4,13 mil toneladas, queda de 14% frente a maio. A receita, em dólar, também se reduziu – em 18%, na mesma comparação, somando US$ 4,02 milhões (FOB).

Segundo agentes consultados pelo Hortifruti/Cepea, isso ocorreu por conta da redução da oferta nacional no período e da maior disponibilidade de frutas locais na Europa – neste segundo caso, devido aos preços mais atrativos das variedades locais em relação às exóticas importadas, como é o caso do mamão, e da consequente preferência do consumidor europeu por elas.

Vale destacar que a menor oferta brasileira se deve ao clima mais frio de junho, que atrasou a maturação, e também a problemas de qualidade em algumas regiões produtoras. No Rio Grande do Norte/Ceará, por exemplo, uma das principais exportadoras registrou o surgimento de manchas nos frutos em decorrência de chuvas, mesmo que pontuais.

É importante mencionar, porém, que apesar desta queda nos envios, os números apresentados ainda são positivos na comparação com anos anteriores. Além disso, de acordo com agentes, o fato de a taxa de câmbio estar favorável também beneficia as vendas ao mercado externo.

Para este mês de julho, espera-se que os envios brasileiros de mamão sigam nos mesmos patamares, visto que a oferta nacional ainda não deve aumentar consideravelmente e que a disponibilidade de frutas na Europa deve continuar em alta.

Fonte: hfbrasil.org.br e Secex

Tags: Cepea, clima e oferta de mamão, envios de mamão à Europa, exportações de mamão, HF Brasil, mamão, mercado internacional de mamão, oferta de mamão

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui