04/09/2020

MAÇÃ/CEPEA: Vendas melhoram, principalmente para miúdas

Clientes buscam por produtos mais baratos

Por Ana Raquel Mendes e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAÇÃ/CEPEA: Vendas melhoram, principalmente para miúdasVer fotos

Piracicaba, 04 - A comercialização de maçã abriu setembro com sinais de melhora nas regiões classificadoras do Sul – especialmente para as frutas miúdas, a partir do calibre 180. De acordo com agentes, o ocorrido se deve aos clientes buscarem por produtos mais baratos, condição atendida por esses calibres visto sua maior concentração na oferta atual. Assim, enquanto houve uma boa saída das maçãs miúdas vendidas a granel (calibres 216 e 220) nesta semana (31/08 a 04/09), resultando até em uma leve valorização, as vendas não conseguiram melhorar muito para as de maior tamanho.

Para os calibres 150 e 165, por exemplo, existe uma maior oferta frente aos de calibres 90 e 110 nas classificadoras e, por isso, agentes relataram que essas sentiram mais o impacto do comércio travado, sendo necessário realizarem descontos em algumas negociações a fim de melhorar o escoamento dessas frutas. Mesmo assim, na média das regiões, a fuji calibre 165 Cat 1 foi vendida a R$ 80,19/cx de 18 kg, manutenção frente à semana passada. Para a próxima, agentes esperam que as vendas de maçã tenham um maior giro, especialmente pelo recuo na oferta de importadas, principalmente de frutas chilenas - destaca-se que a oferta no Chile está diminuindo e, recentemente, ocorreu uma greve dos caminhoneiros naquele país.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: baixo estoque de graúdas, Cepea, HF Brasil, maçã fuji, maçãs mais acessíveis, preço de maçã, regiões classificadoras, Sul, vendas melhores para miúdas

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui