03/04/2020

MAÇÃ/CEPEA: Sem merenda escolar, escoamento é afetado

Fuji miúda Cat 3 se desvaloriza nas regiões classificadoras

Por Ana Raquel Mendes e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAÇÃ/CEPEA: Sem merenda escolar, escoamento é afetadoVer fotos

Piracicaba, 03 - A demanda por maçãs se desacelerou um pouco nesta semana (30/03 a 03/04). Mesmo diante desse cenário, o controle da oferta por parte dos classificadores sustentou as cotações. De acordo com agentes, uma boa procura tem sido observada apenas por frutas de categoria 1 e de calibres médios e graúdos. As maiores dificuldades no escoamento são da categoria 3 miúda (com destaque para os tamanhos 180, 198 e 220), em função da suspensão de compras da merenda escolar, das cozinhas industriais e da redução na comercialização de feirantes.

Esse impacto na venda, por sua vez, foi mais evidente para a fuji, que está em plena colheita. Na média das regiões classificadoras, a fuji calibre 165 Cat 3 foi comercializada a R$ 41,00/cx de 18 kg, redução de 3% frente à semana passada. Para a semana que vem, a tendência é de que os preços da gala se estabilizem, o que para a fuji só deve ocorrer com o encerramento da colheita, ou seja, a partir da segunda quinzena de maio. Diante das incertezas, muitas classificadoras têm optado por “segurar” a oferta a fim de manter as cotações atrativas, o que só é possível devido ao fato de que a maçã não é um produto tão perecível quanto outras frutas – vale lembrar que, nesta temporada, a fruta está com um shelf life bastante satisfatório, permitindo um maior armazenamento nos próximos meses.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, classificação, colheita da fuji, covid-19, escolas, frutas miúdas, HF Brasil, maçã fuji, maçã gala, oferta controlada, preço de maçã, Sul

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui