26/02/2020

MAÇÃ/CEPEA: Mamma mia! Um terço da maçã armazenada na UE é italiana

Isso pode afetar o comércio internacional?

Por Ana Raquel Mendes e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAÇÃ/CEPEA: Mamma mia! Um terço da maçã armazenada na UE é italianaVer fotos

Piracicaba, 26 – Em janeiro/20, os estoques de maçã foram menores na União Europeia. De acordo com dados da WAPA (Associação Mundial de Maçã e Pêra), em comparação com 1º de janeiro de 2019, o volume armazenado recuou 17% no bloco.

Com isso, estoques somaram 3,8 milhões de toneladas – sendo, quase um terço desse valor, composto por maçãs italianas. Além disso, dos 13 países considerados, nove estão com os armazenamentos menores e apenas França, Holanda e Espanha registraram maior reserva no período.

Esse cenário é resultado da quebra de safra na Polônia e da menor produção em outros países, que, além de reduzir a disponibilidade da fruta, alterou a dinâmica de comercialização internacional. Assim, em 2020, a expectativa é de que a oferta da UE seja limitada, elevando os preços da maçã no bloco.

Fonte: hfbrasil.org.br e Wapa

Tags: Cepea, comercialização de maçã, estoques de maçã na União Europeia, Maçã, mercado internacional de maçã, oferta mundial de maçã, wapa

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui