26/02/2021

CITROS/CEPEA: Qualidade aumenta, mas preços de tahiti não reagem

Entrada de novas variedades enfraquece mercado de pera

Por Isabela Camargo, Caroline Ribeiro e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CITROS/CEPEA: Qualidade aumenta, mas preços de tahiti não reagemVer fotos

Piracicaba, 26 A baixa liquidez neste final de mês pressionou as cotações da lima ácida tahiti. Neste cenário, a média de comercialização no estado de São Paulo nesta semana (22 a 26/02) foi de R$ 31,32/cx de 27 kg, colhida, 9,8% inferior à do período anterior.

Quanto à laranja pera in natura, a demanda também se enfraqueceu nos últimos dias, devido à baixa oferta de frutas com qualidade e à maior disponibilidade de outras variedades, como a lima sorocaba e a tangerina poncã. Contudo, a oferta limitada de pera com boa qualidade mantém as cotações mais elevadas que as registradas em safras anteriores, mas ainda com recuo frente à semana anterior. Na semana, a média de comercialização foi de R$ 37,45/cx de 40,8 kg, na árvore, baixa de 1,6% em relação à do período passado.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: citros, cotação, demanda, escoamento, laranja, lima ácida tahiti, limão, oferta, pera, preço, safra, tahiti

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui