05/12/2019 às 23:00

CENOURA/CEPEA: Mesmo com maior área colhida, preço se mantém em MG

Maior umidade elevou a incidência de doenças nos últimos dias

Por Eduarda Pinheiro, Daniel Júdice Gonçalves e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CENOURA/CEPEA: Mesmo com maior área colhida, preço se mantém em MGVer fotos

Piracicaba, 06 - Os preços, novamente, não tiveram alteração em São Gotardo (MG) e a caixa de 29 kg de cenoura “suja” foi comercializada a R$ 8,00 nesta semana (02 a 06/12). O motivo da manutenção das cotações (consideradas baixas pelos produtores) é que a área colhida na safra de inverno se elevou em relação à do ano passado, aumentando o volume disponível na região.

Além disso, o plantio entre agosto e setembro foi intensificado, proporcionando manutenção na oferta, mesmo com o início da época das chuvas, que usualmente reduz a produtividade das lavouras de cenoura. A maior umidade nos últimos 10 dias aumentou a incidência de doenças, sendo mela e bifurcação os principais motivos dos descartes.

Com o clima úmido e quente, a produção em São Gotardo pode continuar sendo afetada, e as cotações tendem a se elevar na safra de verão

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: comercialização, cotação da cenoura, preço da cenoura, produção de cenoura, produtividade, são gotardo

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui