27/03/2020

CEBOLA/CEPEA: Mesmo com demanda limitada, preço se eleva

Devido aos efeitos do coronavírus, vendas se reduzem nesta semana

Por Marcelo Franzini Erhart de Barros e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CEBOLA/CEPEA: Mesmo com demanda limitada, preço se elevaVer fotos

Piracicaba, 27 - Nesta semana (23 a 27/03), a cotação da cebola de Ituporanga (SC) reagiu pela quinta vez consecutiva. O aumento de 30,5% (R$ 57,57/kg) é uma resposta à redução de importados da Argentina, que cessaram o envio dos bulbos na intenção prevenir a disseminação do novo coronavírus. Nessa circunstância, cebolicultores de Santa Catarina são os principais responsáveis pelo abastecimento nacional.

Diante da oferta reduzida no País – devido à redução dos estoques no Sul, limitação no envio de cebolas da Argentina e entressafra e chuvas no Nordeste, os preços apresentaram novo aumento nesta semana, chegando a níveis elevados. Porém, devido ao isolamento social, as vendas foram dificultadas e nem todos os produtores conseguiram comercializar. O estoque feito pelo consumidor na semana anterior impactou as comercializações desta semana.

Alguns atacadistas paulistanos (Ceagesp) estão fechando os boxes mais cedo devido à baixa movimentação nos boxes e redução dos pedidos, que vêm sendo feitos, em sua maioria, por telefone ou e-mail. Além disso, importantes consumidores, como restaurantes e escolas, encontram-se com suas atividades reduzidas e paradas, impactando no consumo.

O principal reflexo observado foi o fraco escoamento em Ituporanga (SC) e ausência de vendas em Lebon Régis (SC). Com o COVID-19, o mercado tem demonstrado comportamentos incomuns, havendo oscilações no consumo da hortaliça e dificultando a realização de planejamento.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: cotação da cebola, preço da cebola, produção de cebola

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui