20/11/2018

ALFACE/CEPEA: Proximidade do verão pode elevar demanda

Em outubro, procura não foi suficiente para absorver o elevado volume produzido

Por Isabela Camargo e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
ALFACE/CEPEA: Proximidade do verão pode elevar demandaVer fotos

Piracicaba, 20 – O verão costuma ser a época de maior procura pelas folhosas. Com a proximidade dessa estação, a tendência é que a demanda pelas alfaces cresça gradualmente em novembro. No início de outubro, a oferta se manteve elevada e a demanda não foi suficiente para absorver o volume produzido, cenário que pressionou, mais uma vez, os preços nas regiões paulistas de Ibiúna e Mogi das Cruzes (SP).

Como o clima mais quente reduziu o ciclo de desenvolvimento das folhosas, o período de colheita dos lotes mais novos e dos mais antigos foi o mesmo – o que aumentou o volume de folhosas e elevou os descartes nas lavouras neste período. Porém, as chuvas se intensificaram a partir da segunda semana do mês, acarretando em uma oferta reduzida de alfaces nos mercados.

A qualidade das alfaces se manteve satisfatória na maior parte do mês; porém, alguns produtores relataram casos de queima das bordas – devido às temperaturas mais altas – e mela, por conta da maior umidade ocasionada pelas altas precipitações. As chuvas no mês de outubro, no entanto, elevaram o abastecimento dos reservatórios de água, despreocupando os produtores locais com a estiagem.

Como a expectativa é de preços mais elevados, o mercado de mudas também deve se aquecer em novembro.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: alface, Cepea, clima, demanda, Hortifruti Brasil, mercado de mudas, oferta de alface, procura por alface em novembro, qualidade

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui