31/10/2018

ALFACE/CEPEA: Outubro se encerra com alta nos preços das folhosas

Perspectivas para novembro também são positivas

Por Isabela Camargo e Marina Marangon
Em parceria com
YARA
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
ALFACE/CEPEA: Outubro se encerra com alta nos preços das folhosasVer fotos

Piracicaba, 31 – Após um inverno seco e parte da primavera com poucas chuvas, as precipitações estão sendo mais frequentes em São Paulo nos últimos dias. Nas regiões de Mogi das Cruzes e Ibiúna (SP), as chuvas foram intensas e acabaram prejudicando grande parte da produção de folhosas.

Assim, a incidência de doenças ocasionas por bactérias aumentou, reduzindo a qualidade – até então, satisfatória. Com isso, a oferta de folhosas retraiu nos mercados, acarretando em preços mais altos.

Na Ceagesp, as cotações de folhosas também registraram alta (a partir da segunda quinzena de outubro), em razão das perdas ocasionadas pelas chuvas. Na segunda metade do mês (15 a 31/10), os preços da crespa no atacado fecharam à média de R$ 14,35/cx com 24 unidades, valor 20,5% maior que a média da primeira quinzena (1º a 11/10).

Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, além da menor oferta, a procura por folhosas já começou a aumentar nas últimas semanas, devido às temperaturas mais elevadas – que favorecem o consumo desse tipo de hortaliça. Assim, as perspectivas para novembro são positivas para o mercado de alface.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: alface, Cepea, chuvas, demanda, doenças, folhosas, Hortifruti Brasil, oferta de alface, perdas nas roças, perspectivas, preços de alface

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui