14/06/2018

ALFACE/CEPEA: Comercialização de mudas diminui nos viveiros paulistas

Proximidade da safra de inverno pode estar entre os motivos da redução

Por Isabela Camargo, Lívia Rebeca Luz e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
ALFACE/CEPEA: Comercialização de mudas diminui nos viveiros paulistasVer fotos

Piracicaba, 14 – A venda de mudas de alface pode continuar reduzida em junho nas regiões paulistas de Ibiúna e Mogi das Cruzes, visto que o inverno se aproxima e que os preços das folhosas já começam a diminuir nas roças do estado. Em maio, o número de bandejas comercializadas caiu 14,11% em Mogi das Cruzes e 7% em Ibiúna, em média, frente ao de abril (considerando as três primeiras semanas do mês, já que na última não houve comercialização, devido à paralisação dos caminhoneiros).

Essa queda pode estar atrelada a dois motivos: proximidade da safra de inverno, quando o plantio costuma ser menor, e sobras em algumas lavouras, por conta das consecutivas desvalorizações das alfaces desde o início de maio – o que contribui para desestimular o transplantio.

O atraso no ciclo de desenvolvimento das folhosas, devido ao clima mais frio, também afetou as vendas de mudas, principalmente no início do mês passado. Como as alfaces levam mais tempo para serem colhidas neste período, o espaço nas lavouras destinado a novos plantios diminui, o que também ajuda a reduzir o número de pedidos de mudas para transplantio, de acordo com viveiristas consultados pelo Hortifruti/Cepea.

Tags: alface, Cepea, preços, produção de alface, safra de inverno de alface, venda de mudas de alface

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui