25/09/2020

UVA/CEPEA: Niagara fecha a semana valorizada

Alta ocorre na roça e no atacado

Por Bárbara Castilha e Fernanda Geraldini Palmieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
UVA/CEPEA: Niagara fecha a semana valorizadaVer fotos

Piracicaba, 25 - A produção da niagara em Pirapora (MG) deve finalizar este mês aquém do esperado. Após períodos mais frios em maio afetarem a brotação da uva, a colheita tem sido restrita em setembro. Nesta semana (21 a 25/09), por conta deste cenário, os preços finalizaram em alta: R$ 6,84/kg, aumento de 0,6% frente à passada.

Até mesmo nas centrais atacadistas a valorização foi sentida: na Ceasa em Campinas (SP) a rústica ficou em R$ 8,90/kg (+7,0%) e na Ceagesp, em R$ 8,71/kg (+11,7%). Ainda que as vendas não tenham sido muito aquecidas (dados os dias com temperaturas mais amenas), os preços mais altos não foram grandes empecilhos na comercialização da uva niagara.

Vale ressaltar que, na média da safra, a produção total não deve ser afetada. As altas produtividades em julho e agosto e ainda a recuperação prevista para outubro devem ser mais que suficientes para compensar a menor oferta deste mês. Além disso, com a alta nos preços frente a 2019, viticultores seguem bastante animados e esperam uma boa rentabilidade.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Ceagesp, ceasa, clima, cotação, demanda, frio, MG, Minas Gerais, niagara, oferta, pirapora, preço, produção, produtividade, rústica, uva

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui