25/05/2018

TOMATE/CEPEA: Greve dos caminhoneiros resulta em alta do preço nos atacados

Oferta poderá ser concentrada na próxima semana

Por Lais Marcomini, Lenise A. Molena e João Paulo Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
TOMATE/CEPEA: Greve dos caminhoneiros resulta em alta do preço nos atacadosVer fotos

Piracicaba, 25 - Com a semana atípica devido à greve dos caminhoneiros, os preços do tomate salada longa vida se elevaram nos principais atacados do País. O mercado do Rio de Janeiro (RJ) teve 73,75% de aumento para o 3A (R$ 86,15/cx de 20 kg). Em São Paulo (SP), os produtos recebidos eram provenientes principalmente de Sumaré e Mogi Guaçu (SP), regiões onde a logística possibilitou os envios geralmente em veículos menores. Mesmo assim, a oferta e as vendas estiveram baixas durante os dias, e a alta foi de 37,78% (R$ 61,80/cx) no atacado paulista. Em Belo Horizonte (MG) e Campinas (SP), o fruto foi comercializado a R$ 48,07/cx (+36,07%) e R$ 57,69/cx (+25,42%), respectivamente. Para a próxima semana a expectativa é que a comercialização retorne ao normal. Apesar de na sexta-feira (25) grande parte das estradas ainda estarem fechadas, o governo declarou que irá intervir com forças de segurança nacional para garantir o desbloqueio. Se conformada a normalização do transporte na próxima semana, pode haver uma concentração de oferta do tomate nos atacados, já que essa semana houve pouca colheita, e muitos frutos poderão estar maduros.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: atacado, caminhoneiros, Ceagesp, ceasas, colheita, cotação, frio, fruto, greve, maturação, negociação, oferta, paralisação, preço, produção, tomate, valorização, vendas

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui