30/05/2018

TOMATE/CEPEA: Com redução nas manifestações, comercialização retoma aos poucos

Preços devem recuar na próxima semana

Por Lais Marcomini, Lenise A. Molena e João Paulo Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
TOMATE/CEPEA: Com redução nas manifestações, comercialização retoma aos poucosVer fotos

Piracicaba, 30 - A comercialização de tomates continuou restrita em todo o País entre os dias 28 e 30/05, e o salada longa vida 3A foi vendido a R$ 86,25/cx de 20 kg (+39,56%) na Ceagesp. Na ceasa de Belo Horizonte (MG), já entrou um volume razoável do produto de ontem para hoje, mas ainda com pouca saída. As cotações médias no atacado mineiro estiveram a R$ 35,00/cx de 20 kg nesta quarta, 30. Na segunda (28) e terça-feira (29), o mercado paulista contou com frutos principalmente da região de Sumaré (SP). A praça de Mogi Guaçu nessa semana não conseguiu escoar a produção devido a interdição de rodovias de acesso do município. Nesta quarta-feira (30), houve uma retomada, mas ainda bem lenta, e agentes da cadeia acreditam que levará alguns dias para o fluxo de mercadorias se normalizar. Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, a entrada nos atacados ainda ocorre principalmente de produções mais próximas das centrais de abastecimento. O mercado do Rio de Janeiro (RJ) está recebendo de Paty do Alferes, Nova Friburgo (RJ) e Espírito Santo (ES). Em Belo Horizonte (MG) são de Carmópolis de Minas, Barbacena (MG), principalmente. Para a próxima semana a expectativa é que o mercado comece efetivamente a retomar o ritmo, e com isso os preços deverão recuar.

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: alta, caminhoneiros, cotação, desvalorização, greve, oferta, preço, produção, tomate, valorização, variação

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui