26/12/2018

MELÃO/CEPEA: Retrospectiva 2018

Como esteve a rentabilidade da cultura neste ano?

Por Ana Raquel Mendes e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELÃO/CEPEA: Retrospectiva 2018Ver fotos

Piracicaba, 26 – A área brasileira alocada ao cultivo de melão diminuiu neste ano, em decorrência, principalmente, do maior investimento em outros hortifrútis, também de ciclo curto, no Vale do São Francisco (PE/BA). Enquanto esse cenário elevou os preços da fruta no primeiro semestre, quando a rentabilidade do setor foi bastante positiva, a entrada da safra 2018/19 no Rio Grande do Norte/Ceará em agosto pressionou as cotações. Isso ocorreu porque a oferta de melão aumentou significativamente nessa praça, por conta da maior produtividade.

Na temporada principal do Vale (abril a julho), o preço médio do amarelo foi 104% superior aos custos de produção estimados. Já na parcial da campanha do RN/CE (agosto a novembro), os valores de comercialização aumentaram 21% na mesma comparação.

Quer saber mais sobre o mercado de melão em 2018 e as perspectivas para 2019? Confira o Anuário 2018-19 da Revista Hortifruti Brasil, clicando aqui.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Anuário 2018-2019, área de melão, Cepea, Hortifruti Brasil, melão, mercado de melão, rentabilidade aos produtores de melão, retrospectiva 2018

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui