28/08/2020

MELÃO/CEPEA: Exportações reduzem oferta, em especial de graúdos

Maiores calibres são preferidos para os embarques

Por Maria Giulia Marchesi e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELÃO/CEPEA: Exportações reduzem oferta, em especial de graúdosVer fotos

Piracicaba, 28 - A colheita de melão e, consequentemente, as exportações começaram recentemente no Rio Grande do Norte/Ceará. E, por continuarem firmes, apesar do menor volume quando comparado ao ano passado – resultado dos impactos da pandemia em todo o mundo –, ajudaram a “enxugar” a oferta nacional, principalmente das frutas de maiores calibres, que são preferidas para esse mercado, segundo agentes

 Assim, nesta semana (24 a 28/08), o amarelo foi cotado a R$ 29,20/cx de 13 kg, valorização de 3% frente à semana passada. Por outro lado, os melões miúdos se desvalorizaram por ficarem retidos no mercado doméstico. De acordo com agentes, o clima no RN/CE segue bastante favorável à produção, com dias ensolarados e pouca ocorrência de chuvas. á no Vale do São Francisco (BA/PE), a venda a granel continua sendo a mais praticada, com preço médio de R$ 1,34/kg (redução de apenas 1%), com foco nos mercados consumidores do Norte e Nordeste. Destaca-se a predominância do melão amarelo gladial, que é bem aceito nestas praças.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, exportações enxugam oferta nacional, HF Brasil, melão amarelo, preço de melão, preços sobem, preferência por graúdas, rn/ce, safra 2020/21

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui