28/08/2020

MELANCIA/CEPEA: Baixas temperaturas continuam pressionando as cotações

Queda supera 15% na semana

Por João Pedro Motta de Paiva e Fernanda Geraldini Palmieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELANCIA/CEPEA: Baixas temperaturas continuam pressionando as cotaçõesVer fotos

Piracicaba, 28 - Os preços da melancia seguiram recuando nas lavouras goianas e tocantinenses nesta semana (24 a 28/08). No início da semana, produtores de ambos os estados relataram fraca demanda – devido ao clima frio nos principais centros consumidores. Além disso, há ainda o aumento na oferta, já que o ciclo da fruta está mais curto – principalmente no TO, devido às altas temperaturas durante o dia –, resultando em maior ritmo de colheita.

A melancia graúda (>12 kg) foi comercializada a R$ 0,61/kg em Uruana (GO), recuo de 15,7% frente à semana passada. Já em Lagoa da Confusão (TO), a mesma teve média de R$ 0,58/kg (-15,5%). Apesar deste cenário, a previsão é de clima mais firme de 29/08 e 04/09 para a grande São Paulo, segundo a Climatempo, o que, juntamente com o início de mês, pode aquecer a demanda e aliviar o impacto negativo nas cotações.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: clima, cotação, demanda, frio, GO, goiás, lagoa da confusão, melancia, oferta, preço, TO, tocantins, Uruana

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui