16/09/2019

MAÇÃ/CEPEA: Primavera se aproxima, com atraso na florada

Frio acumulado foi insuficiente nos pomares do Sul

Por Ana Raquel Mendes e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAÇÃ/CEPEA: Primavera se aproxima, com atraso na floradaVer fotos

Piracicaba, 16 – Geralmente, o início da florada das macieiras nas regiões produtoras do Sul ocorre em setembro, mês da chegada da primavera. Contudo, o acúmulo insuficiente de horas de frio, neste ano, deve atrasar as florações da safra 2019/20 para outubro – já que, segundo a agência de pesquisa Epagri, essas condições resultaram no atraso do inchamento das gemas das macieiras e, consequentemente, da brotação e floração.

Maleicultores relataram que boa parte das atividades de poda de abertura e arqueamento dos pomares para a campanha 2019/20 ocorreram a partir de julho, havendo atrasos apenas em algumas cidades catarinenses – ressalta-se que essa prática se iniciou com a gala e ocorreu de forma mais tardia para a fuji. Contudo, a brotação, que deveria ocorrer no início de agosto, foi adiada pelo inverno menos rigoroso e deve ocorrer até o fim deste mês, por meio da indução por tratamentos químicos. Vale destacar que tais tratamentos de quebra de dormência possibilitam que a brotação seja mais uniforme, facilitando o posterior raleio, a aplicação de produtos fitossanitários e até mesmo a colheita.

Este cenário pode levar ao atraso do calendário de produção da safra 2019/20 e, também, de acordo com a Epagri, aumentar a probabilidade de ocorrência de frutos de menor calibre – sendo necessária grande atenção ao raleio, que deve ser feito no fim do ano.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: calendário de produção de maçã, Cepea, clima, desenvolvimento dos pomares de maçã, floradas, floradas de maçã, floradas de maçã no Sul, perspectivas, produção de maçã

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui