20/01/2021

BATATA/CEPEA: Safra das águas se intensifica

Chuvas já causam problemas de qualidade

Por Luana Chiminasso, Victória Brito de Ceni e João Paulo Deleo
Em parceria com
Basf
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
BATATA/CEPEA: Safra das águas se intensificaVer fotos

Piracicaba, 20 – Na parcial de janeiro (04 a 15), a batata lavada tipo ágata é cotada a R$ 120,46 (ponderado pela classificação), na média das lavadoras do país, valor 5,24% abaixo dos de dezembro/20. Mas, apesar da queda, os preços seguem em patamares muito atrativos aos produtores – comparando-os aos custos de produção, que ficaram na média de R$ 57,73/sc em dezembro, são 3,38% superiores aos daquele mês.

A queda nos valores, em relação ao mês passado, se deve à intensificação da safra das águas 2020/21 em Água Doce (SC), Sul de Minas e Guarapuava (PR). A temporada vem chegando ao seu pico de colheita neste mês, devendo se manter no decorrer de fevereiro.

Na região do Sul de Minas, assim como no mesmo período do ano passado, é observada uma grande amplitude de preços na safra, por conta de problemas de qualidade (pele, calibre, coloração e shelf life), situação típica do verão, devido ao clima quente e chuvoso – que acaba comprometendo a comercialização. A expectativa para toda a safra é de que os valores médios se mantenham acima dos custos de produção.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: batata, Cepea, clima, colheita de batata, comercialização de batata, HF Brasil, oferta de batata, preços de batata, safra das águas 2020/2021 de batata

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui