18/10/2019

BATATA/CEPEA: Calor acelera colheita no final da safra de inverno

Batata se desvaloriza nas principais centrais de distribuição

Por Luana Guerreiro, Lenise A. Molena, Juliana Acácio Toledo Parede e João Paulo Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
BATATA/CEPEA: Calor acelera colheita no final da safra de invernoVer fotos

Piracicaba, 18 - Nesta semana (14 a 18/10), a batata padrão ágata especial se desvalorizou nos atacados do País. No Rio de Janeiro (RJ) a queda foi de 26,60% e os tubérculos foram comercializados a R$ 68,67/sc de 50 kg. Em Belo Horizonte (MG) e em São Paulo (SP), o recuo foi de 21,17% (R$ 67,71/sc) e de 19,52% (R$ 82,16/sc), respectivamente. O principal motivo é que algumas das lavouras da safra de inverno, sobretudo de Vargem Grande do Sul (SP), que estão em final de safra, tiveram a colheita acelerada, pois com o aumento das temperaturas, foi necessário realizar a colheita mais rápida dessas batatas. Além da praça paulista, em Cristalina (GO) e no Sul de Minas Gerais também houve maior oferta – no caso da praça mineira, há um maior percentual de área planejada para ser colhida em outubro frente a setembro. Consequentemente, houve recuo das cotações na lavoura: em Cristalina, o produto foi vendido a R$ 64,61/sc, queda de 31% em relação à semana passada e em Vargem Grande do Sul foi de R$ 65,62/sc (-22,79%). Com o encerramento da safra na região paulista e escoamento da produção de lavouras em final de ciclo, pode ser que nos próximos dias os preços se recuperem.

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: atacado, batata, Belo Horizonte, calor, Ceagesp, ceasa, cotação, cristalina, desvalorização, oferta, olerícola, preço, rio de janeiro, safra, São Paulo, solanácea, Sul de Minas Gerais, tubérculo, valor, vargem grande do sul, variação

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui