15/01/2021

BATATA/CEPEA: Aumento da oferta e problemas na qualidade resultam em desvalorização

Chuvas podem limitar a oferta na próxima semana

Por Victória B. de Ceni, Luana Chiminasso e João Paulo B. Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
BATATA/CEPEA: Aumento da oferta e problemas na qualidade resultam em desvalorizaçãoVer fotos

Piracicaba, 15  - Entre os dias 11 e 15/01, as cotações da batata tipo ágata especial/saca de 50 kg ficaram em R$ 147,31 (-10,39%) em São Paulo (SP), em R$ 132,83 (-7,67%) no Rio de Janeiro (RJ) e em R$ 133,67 (-11,18%) em Belo Horizonte (MG). A queda nos preços se deve à intensificação da colheita da safra das águas 2020/21 em Água Doce (SC), Sul de Minas e Guarapuava (PR). Atacadistas comentaram sobre a baixa qualidade dos tubérculos vindos de regiões mineiras, tendo problemas de rápido apodrecimento e pele escura, por conta de chuvas nas lavouras e por não aguentarem o calor excessivo quando chegam ao mercado, o que também contribuiu para a desvalorização. Nas próximas semanas, a tendência é a oferta aumentar um pouco mais, já que a safra deve continuar se intensificando. Porém na próxima semana, se a previsão de bastante chuva se confirmar, a colheita pode ser dificultada, e com isso reduzir a oferta no mercado, proporcionando alta dos preços.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: aceleração da colheita, atacado, batata, cotação, desvalorização, intensificação da safra, maior oferta, preços, qualidade, valor

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui