08/03/2019

UVA/CEPEA: Preço da niagara começa a se recuperar

Início de safra em Campinas e oferta gaúcha limitam valorização da uva rústica

Por Lais Marcomini, Fernanda Geraldini e João Paulo Bernardes Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
UVA/CEPEA: Preço da niagara começa a se recuperarVer fotos

Piracicaba, 08 - De acordo com agentes consultados pelo Hortifruti/Cepea, as chuvas deram trégua aos produtores em São Miguel Arcanjo (SP), permitindo que retomassem as atividades de colheita de uva niagara nesta semana. Mesmo assim, as cotações da variedade rústica tiveram alta após semanas de queda. O motivo é que, com a aproximação do final da safra, a oferta é menor. Além disso, há perdas com podridão, o que reduz ainda mais a oferta. Na média semanal (04 a 08/03), as cotações ficaram em R$ 2,27/kg, aumento de aproximadamente 25% frente à semana passada. Apesar da alta, diante do cenário de baixa oferta produtores e atacadistas acreditavam que haveria uma valorização até maior, porém, o começo da safra em Campinas (SP) e a colheita de uvas no Sul não devem permitir crescimento expressivo nos valores. Em São Miguel Arcanjo, a variedade niagara deve ser colhida até o início de abril (lotes referentes à poda verde).

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: atacado, Campinas, Ceagesp, ceasa, cotação, niagara, oferta, preço, produção, produtividade, Rio Grande do Sul, rústica, safra, sao miguel arcanjo, uva, valor, valorização, variação, variedade

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui