06/08/2021

UVA/CEPEA: No Vale, aumento dos custos influencia na rentabilidade

Preço das brancas sem semente, porém, estão acima dos custos

Por Samara de Oliveira Felipe e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
UVA/CEPEA: No Vale, aumento dos custos influencia na rentabilidadeVer fotos

Piracicaba, 06 - Apesar de presenciarem uma safra privilegiada pelos fatores climáticos, sem chuvas em excesso ou geadas (como observado em outras praças produtoras), a rentabilidade da viticultura no Vale do São Francisco (PE/BA) tem sido fortemente impactada pelo aumento nos custos de produção. A alta amplitude térmica diária contribui para o desenvolvimento das videiras, e apesar de favorecer a produtividade, não tem sido suficiente para garantir bons rendimentos financeiros, já que os preços dos adubos, defensivos e embalagens aumentaram. O único item do sistema produtivo que não influenciou neste aumento de custos foi a mão de obra, segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea.

Ainda assim, os valores da branca sem semente embalada continuam sendo suficientes para superar os custos de produção: nesta semana (02 a 06/08), a média de comercialização foi de R$ 9,60/kg, alta de 1,6% em relação à semana passada. No geral, a oferta deste tipo de uva está aumentando gradualmente, devendo chegar ao pico em setembro, quando se abre a janela de exportações à Europa. A partir daí, os envios devem ser priorizados.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: arra 15, branca sem semente, cotação, custo, custo de produção, demanda, exportação, insumos, juazeiro, mão de obra, oferta, Petrolina, preço, uva, vale do são francisco

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui