05/10/2018

UVA/CEPEA: Finalmente, red globe se valoriza no Vale

Mesmo com menor exportação, desaceleração na colheita garante alta

Por Ana Roselino e Letícia Julião
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
UVA/CEPEA: Finalmente, red globe se valoriza no ValeVer fotos

Piracicaba, 05 - Em resposta à redução da oferta no Vale do São Francisco (PE/BA), as cotações da uva red globe registraram alta nesta semana (1° a 05/10). Com dificuldade em escoar a variedade ao mercado argentino – resultado do delicado cenário político-econômico do país vizinho –, produtores comercializaram a variedade por preços baixos em junho e julho. Em setembro, de acordo com dados da Secex, o volume exportado de uvas frescas à Argentina foi de 278 toneladas, o que representa forte queda de 53% frente ao mesmo mês de 2017. 

Desta forma, houve maior volume de red globe comercializada no contentor no Vale, pois, de acordo com colaboradores do Hortifruti/Cepea, os baixos valores não compensavam os custos de embalagem para enviar a fruta a outros estados. Mesmo com a menor disponibilidade da variedade embalada, os preços entre julho e setembro foram 8% inferiores frente ao mesmo período do ano passado, fechando média de R$ 5,58/kg. Nesta semana, com a desaceleração das colheitas, o preço da red globe reagiu em 11,4% frente ao levantamento anterior, garantindo aos produtores R$ 6,50/kg, em média.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, exportação, HF Brasil, red globe, uva, vale do são francisco

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui