29/01/2021

TOMATE/CEPEA: Safra de verão, calor e fim de mês seguem pressionando preços

Calor deve continuar estimulando a maturação dos frutos

Por Felipe Souza Wohnrath, Luana Chiminasso e João Paulo Bernardes Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
TOMATE/CEPEA: Safra de verão, calor e fim de mês seguem pressionando preçosVer fotos

Piracicaba, 29 - Pela terceira semana consecutiva, o tomate se desvalorizou. O motivo continua sendo a intensificação da colheita nas praças da safra de verão, sobretudo em Caçador (SC) e no Espírito Santo. As temperaturas mais altas nos últimos dias também têm contribuído para uma maturação mais acelerada. Além disso, há uma retração típica da demanda em função do final de mês e das restrições devido à covid-19, refletindo em preços mais baixos. Entre os dias 25 e 29/01, o preço do tomate salada longa vida 3A, caixa de 18-20 kg, ficou em R$ 58,97 (-0,05%) na Ceagesp, em R$ 63,16 (-15,38%) em Campinas/SP, em R$ 56,30 (-1,41%) no Rio de Janeiro/RJ e em R$ 56,58 (-2,13%) em Belo Horizonte/MG. Para a próxima semana, as temperaturas podem continuar acelerando mais as maturações, mantendo a oferta elevada.

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: calor, cotação, demanda, desvalorização, fruto, maturação, preço, tomate, valor

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui