16/05/2019

TOMATE/CEPEA: Problema em mudas impacta a produção em Sumaré (SP)

Pelo menos metade das roças foi afetada

Por Lenise Molena, Luana Guerreiro, Raquel Sabelli e João Paulo Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
TOMATE/CEPEA: Problema em mudas impacta a produção em Sumaré (SP)Ver fotos

Piracicaba, 16 – A região de Sumaré (SP) enfrenta um sério problema nesta primeira parte da safra de inverno, devido à infestação de cancro bacteriano em um dos viveiros que produz as mudas locais. Segundo agentes consultados pelo Hortifruti/Cepea, no momento do transplantio, as mudas não apresentaram sintomas – somente após 20 dias é que foi possível observar problemas no enraizamento.

Contudo, acreditava-se que, com bom manejo, seria possível recuperar as plantas (o que não aconteceu). A razão da contaminação das mudas ainda é desconhecida. Conforme agentes, o problema ocorreu em pelo menos metade das plantas cultivadas na região nesta safra – aproximadamente 1,5 milhão de mudas.

Nestas lavouras, a produtividade não deve atingir mais que 150 caixas por mil pés, fator que aumentou expressivamente os custos unitários, resultando em prejuízo, mesmo com os elevados preços no período. Muitos produtores finalizarão a safra neste mês e iniciarão o semeio em junho, para que os transplantios ocorram até julho/2019.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: cancro bacteriano em viveiro de mudas, Cepea, problemas em viveiros de mudas, problemas na produção de tomate, produção de tomate de Sumaré, produtividade, tomate

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui