10/09/2021

TOMATE/CEPEA: Paralisação nas rodovias e menor oferta resultam em alta dos preços

Primeira parte da safra de inverno caminha para o final

Por Felipe Souza Wohnrath, Luana Chiminasso e João Paulo Bernardes Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
TOMATE/CEPEA: Paralisação nas rodovias e menor oferta resultam em alta dos preçosVer fotos

Piracicaba, 10 - Entre os dias 06 e 10/09, os valores médios do tomate salada longa vida 3A ficaram em R$ 89,47 (+24,85%) na Ceagesp, em R$ 113,82 (+52,44%) em Campinas/SP, em R$ 88,00 (+35,83%) no Rio de Janeiro/RJ e em R$ 79,54 (+55,21%) em Belo Horizonte/MG. A alta segue pela menor oferta de tomates nas últimas semanas, já que a primeira parte da safra de inverno vem se encerrando, e o ritmo de maturação é menor. Além disso, a paralisação de caminhoneiros nas rodovias dificultou a chegada de frutos em algumas centrais de abastecimento, o que também foi motivo para a alta de preços nesses locais, sobretudo por que as manifestações começaram após o feriado do dia 07, quando normalmente os permissionários não trabalham e evitam que haja sobra de um dia para o outro. Das quatro centrais acompanhadas pelo Hortifruti/Cepea, as do Rio de Janeiro e Campinas foram as que tiveram maior dificuldade no recebimento de tomates, mas em todas, o fluxo foi mais lento. Para a próxima semana o mercado irá depender de como será o comportamento dessas manifestações nas rodovias, mas, ao que tudo indica, devem cessar.

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: alta, atacado, calor, caminhão, caminhoneiros, Ceagesp, ceasa, cotação, demanda, feriado, Independência, maturação, movimento, oferta, paralisação, preço, safra de inverno, temperatura, valor, valorização, variação

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui