21/08/2020

TOMATE/CEPEA: Norte do PR finaliza a 1ª parte da safra de inverno com prejuízo

Somente em agosto os preços ficaram acima dos custos de produção

Por Raquel Moreira Sabelli, Juliana Acácio Toledo Parede e João Paulo Bernardes Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
TOMATE/CEPEA: Norte do PR finaliza a 1ª parte da safra de inverno com prejuízoVer fotos

Piracicaba, 21 - A região do Norte do Paraná encerra neste mês a primeira parte da safra de inverno de tomate em campo aberto. A praça iniciou a colheita em junho, mês em que as cotações foram abaixo dos custos de produção, se mantendo baixas em julho, o que prejudicou, portanto, a rentabilidade da região na safra. Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, os preços ao produtor para o tomate sem classificação ficaram entre R$ 10,00/cx e R$ 20,00/cx nos meses de junho e julho – os quais representam 80% da colheita da primeira parte – e somente em agosto as cotações voltaram a reagir. A produtividade na temporada tem sido satisfatória, embora com a ocorrência de alguns casos de traça e broca-pequena, mas sem grandes perdas. Com as intensas chuvas nesta semana (15 a 21/08), os mananciais que estavam em baixos níveis, dificultando a irrigação, voltaram a subir. A segunda parte da safra de inverno deve ter início em outubro e durar até dezembro.

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: campo aberto, chuva, clima, colheita, cotação, custos de produção, desvalorização, fruto, irrigação, Paraná, preço, prejuízo, rentabilidade, safra de inverno, tomate, traça, valor, valorização

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui