27/09/2019

TOMATE/CEPEA: Mesmo com queda na temperatura, oferta é elevada

Houve sobra em todas as centrais de distribuição

Por Raquel Moreira Sabelli, Lenise A. Molena, e João Paulo Bernardes Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
TOMATE/CEPEA: Mesmo com queda na temperatura, oferta é elevadaVer fotos

Piracicaba, 27 - Os preços do tomate salada longa vida – classificação 3A - recuaram nesta semana (23 a 27/09), nos principais atacados brasileiros. Na Ceagesp, a média ficou em R$ 31,48/cx de 18-20 kg (-10,05%), no Rio de Janeiro (RJ) a R$ 27,31/cx (-10,04%), em Campinas (SP) a R$ 27,12/cx (-8,16%) e em Belo Horizonte (MG) a R$ 25,91/cx (-11,36%). Todas as centrais de abastecimento registraram sobras de produtos de um dia para o outro. Além disso, apesar de as temperaturas terem baixado, muitos frutos já haviam amadurecido e, por isso, a qualidade também deixou a desejar. De acordo com atacadistas de MG, com o elevado volume e o baixo escoamento, houve maior descarte. Mas, por outro lado, parte do que poderia ser descartado foi doada, ainda em condições adequadas para consumo, para o Programa de Distribuição de Alimentos – banco de alimentos (Prodal), órgão responsável pela coordenação e destinação dos produtos que, diariamente, perdem seu valor comercial, mas que preservam suas características sanitárias e nutricionais. Nos demais atacados, também houve elevado volume de descarte e destinação aos bancos de alimentos locais.

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: atacado, Belo Horizonte, Campinas, Ceagesp, ceasa, cotação, desvalorização, fruto, maturação, oferta, preço, queda, rio de janeiro, São Paulo, sobra, solanácea, tomate, valor, variação

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui