30/04/2021

TOMATE/CEPEA: Frio, pandemia e final de mês prejudicam a demanda

Frio controla a maturação dos frutos

Por Felipe Souza Wohnrath, Luana Chiminasso e João Paulo Bernardes Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
TOMATE/CEPEA: Frio, pandemia e final de mês prejudicam a demandaVer fotos

Piracicaba, 30 - Entre os dias 26 e 30/04, os valores do tomate salada longa vida 3A ficaram em R$ 47,97 (-2,59%) na Ceagesp, em R$ 64,17 (+0,12%) em Campinas/SP, em R$ 49,77 (-16,63%) no Rio de Janeiro/RJ e em R$ 46,11 (-8,54%) em Belo Horizonte/MG. A segunda-feira (26) se iniciou com preços um pouco mais altos devido à menor entrada de tomates no atacado, além da maioria deles estarem com a maturação atrasada ocasionada pelo frio. Ao longo dos dias, o preço foi diminuindo, devido à maior entrada de tomates verdes (com menor valor comercial), em função também da demanda mais fraca no final de mês e das temperaturas mais baixas (que retrai o consumo). Além disso, as restrições em função da pandemia continuam prejudicando a demanda. Nesta sexta-feira (30), os preços caíram ainda mais, por conta do feriado do Dia do Trabalho no sábado (1º/05). A expectativa para as próximas semanas é de mais áreas da safra de inverno sendo colhidas, o que não necessariamente pode refletir em aumento de oferta, caso as temperaturas se mantenham mais amenas.

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: área colhida, cotação, demanda, final de mês, frio, fruto, maturação, pandemia, preço, qualidade, safra de inverno, tomate, valor, valorização

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui