11/09/2020

TOMATE/CEPEA: Expectativas se confirmam, e produto se desvaloriza

Não há previsão de valorização na próxima semana

Por Raquel Moreira Sabelli, Juliana Acácio Toledo Parede e João Paulo Bernardes Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
TOMATE/CEPEA: Expectativas se confirmam, e produto se desvalorizaVer fotos

Piracicaba, 11 - Com o aumento das temperaturas nas regiões produtoras entre os dias 08 e 11/09, as cotações do tomate salada longa vida 3A, caixa de 18-20 kg, recuaram no atacado, conforme o previsto. O valor médio ficou em R$ 51,29 (-22,95%) na Ceagesp, em R$ 58,57 (-8,94%) em Campinas/SP, em R$ 57,57 (-20,80%) no Rio de Janeiro/RJ e em R$ 48,21 (-8,16%) em Belo Horizonte/MG. Além da elevação das temperaturas ter acelerado a maturação do tomate nas lavouras, gerando maior oferta, o feriado da segunda-feira (07) atrapalhou um pouco as vendas, contribuindo para a desvalorização. Também se iniciou a colheita da segunda parte da safra de inverno em Paty do Alferes (RJ), e já há produtor colhendo em Sumaré (SP) - a praça paulista deve intensificar a colheita nos próximos dias. Com isso não há expectativa de alta nos preços para a próxima semana.

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: atacado, calor, ceasa, cotação, desvalorização, fruto, maturação, oferta, preço, temperatura, tomate, valor, variação

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui