01/11/2019

TOMATE/CEPEA: Do céu ao inferno em um único mês!

Tomate se desvaloriza 60% na segunda quinzena de outubro

Por Raquel Moreira Sabelli, Lenise A. Molena, Juliana Acácio Toledo Parede e João Paulo Bernardes Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
TOMATE/CEPEA: Do céu ao inferno em um único mês!Ver fotos

Piracicaba, 01 - Essa é a sensação que muitos produtores de tomate devem ter sentido ao comercializar tomate em outubro. O mês se iniciou com preços altos frente a setembro, confirmando a previsão de que a oferta para o período não seria grande. O cenário de preços de fato se mostrou positivo ao produtor durante a primeira quinzena do mês, superando inclusive todo o mês de setembro. Nos primeiros quinze dias de outubro, a média do tomate salada 2A ao produtor ficou em R$ 45,21/cx, considerando todas as regiões produtoras acompanhadas pelo Hortifruti/Cepea. Esse valor ficou 75% acima de todo o mês de setembro. Porém, a partir da terceira semana do mês, os preços despencaram, devido ao forte calor que acelerou significativamente a maturação dos frutos na roça. Com isso, da terceira semana até o final do mês, os preços fecharam a R$ 18,46/cx, sendo que em alguns dias as negociações foram até inferiores a R$ 10,00/cx para alguns produtores. A queda nas cotações da segunda quinzena do mês, se comparada à primeira quinzena, foi de 60%.

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: alta, calor, cotação, desvalorização, fruto, maturação, outubro, preço, qualidade, queda, setembro, solanácea, tomate, valorização, variação

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui