26/03/2021

TOMATE/CEPEA: Demanda segue diminuindo e sobras aumentam no atacado

Ainda há oferta de tomates com problema de qualidade

Por Felipe Souza Wohnrath, Luana Chiminasso e João Paulo Bernardes Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
TOMATE/CEPEA: Demanda segue diminuindo e sobras aumentam no atacadoVer fotos

Piracicaba, 26 - Entre os dias 22 e 26/03, os preços do tomate salada longa vida 3A ficaram em R$ 41,61 (-7,77%) na Ceagesp, em R$ 47,00 (-14,95%) em Campinas/SP, em R$ 38,18 (-2,71%) no Rio de Janeiro/RJ e em R$ 32,81 (-6,25%) em Belo Horizonte/MG. Por mais uma semana, a queda segue em função da baixa demanda e pouco giro de vendas. A sobra de tomates no mercado vem aumentando a cada dia, o que obriga os atacadistas a baixarem cada vez mais os preços, já que muitos frutos acabam sendo descartados. O mercado também conta com menor oferta de tomates de boa qualidade. Para a próxima semana, não há expectativa de melhora nos mercados, já que as restrições impostas pela pandemia devem continuar – no estado de São Paulo, por exemplo, a atual fase emergencial foi postergada para até o dia 11/04.

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: atacado, Ceagesp, ceasa, coronavírus, cotação, covid-19, demanda, demanda fraca, desvalorização, fruto, menor procura, pandemia, preço, queda na demanda, restrições, tomate, valor, variação

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui