18/09/2020

BATATA/CEPEA: Preços recuam pela segunda semana consecutiva

Problemas com qualidade eleva amplitude dos preços

Por Luana Guerreiro, Juliana Acácio Toledo Parede e João Paulo Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
BATATA/CEPEA: Preços recuam pela segunda semana consecutivaVer fotos

Piracicaba, 18 - Entre os dias 14 e 18/09, as cotações da batata tipo ágata especial/saca de 50 kg caíram nos atacados. O valor médio ficou em R$ 60,00 (-13,39%) em São Paulo (SP), R$ 51,94 (-14,94%) no Rio de Janeiro e em R$ 56,88 (-13,84%) em Belo Horizonte (MG). A amplitude variou de R$ 40 a R$ 85 em SP, R$ 40 a R$ 70 no RJ e R$ 40 a R$ 80 em BH – isso ocorreu devido à variação de qualidade entre os tubérculos e também em razão das sobras. Segundo agentes de mercado, devido às altas temperaturas, as batatas de Vargem Grande do Sul (SP) ainda estão com problema na qualidade (pele escura), enquanto que as de Cristalina (GO) estão superiores. Além disso, produtores estão acelerando a colheita em função do calor e da seca, aumentando a oferta nesta semana. Por esses fatores, na parcial de setembro (1° a 17/09), os preços nas lavadoras, ponderados pela classificação, ficaram em R$ 48,78, queda de -18% comparado a agosto.

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: amplitude, atacado, batata, Belo Horizonte, Ceagesp, ceasa, colheita, cotação, desvalorização, negociação, oferta, preço, qualidade, rio de janeiro, safra de inverno, São Paulo, valor, variação

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui