13/01/2021

PERSPECTIVAS 2021: Tomate

O que esperar para o mercado da cultura neste ano?

Por Juliana A. T. Parede, Luana Chiminasso, Felipe S. Wohnrath, Raquel M. Sabelli e João Paulo Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
PERSPECTIVAS 2021: TomateVer fotos

Piracicaba, 13 – A área total de tomate pode ser parcialmente recuperada em 4,5% em 2021. Apesar disso, a área no segmento de mesa deve se manter frente a 2020 (+0,1%). Já a indústria deve aumentar o plantio em 10% frente a 2020, recuperando uma parcela do que foi reduzido em 2018 e 2019.

Para o mercado de mesa, na primeira parte da safra de inverno, a expectativa é de nova queda de 2,1% na área, enquanto que, na temporada anual, a estimativa é de recuperação de 1,5% – para as demais temporadas, a aposta é de estabilidade em 2021.

Apesar da rentabilidade positiva na safra de verão 2019/20, as incertezas causadas pela pandemia e o aumento dos custos de produção limitaram os investimentos na 2020/21, que foram 1,8% menores. Diante da pouca mudança na área ao mercado de mesa, a expectativa é de preços acima dos custos de produção.

Para conferir as demais perspectivas para o mercado de tomate em 2021, acesse o Anuário 2020-2021, da revista Hortifruti Brasil.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Anuário 2020-2021, área de tomate, Cepea, Hortifruti Brasil, mercado de tomate, perspectivas para o mercado de tomate, produção de tomate em 2021, tomate

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui