09/07/2021

MELANCIA/CEPEA: Preços se estabilizam na roça, mas caem novamente no atacado

Demanda ainda é restrita

Por Lucas de Mora Bezerra e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELANCIA/CEPEA: Preços se estabilizam na roça, mas caem novamente no atacadoVer fotos

Piracicaba, 09 - Nesta semana (05 a 09/07), as cotações da melancia, que vinham de três semanas consecutivas de queda, se estabilizaram na roça, mas continuaram em queda no atacado. Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, a expectativa de aumento das temperaturas nas praças consumidoras animou produtores, que buscaram elevar valor de negociação das melancias na roça nos primeiros dias da semana. No entanto, a demanda restrita fez com que os preços voltassem praticamente aos patamares da semana anterior.

A melancia graúda teve média de R$ 0,46/kg em Uruana (GO), pequeno aumento de 5,4% em comparação com a semana anterior. No Tocantins, a de mesmo calibre foi negociada a R$ 0,47/kg, alta de 3,6% na mesma comparação. Na Ceagesp, a graúda foi vendida por R$ 1,23/kg (-8,1%). Não há expectativa de grandes mudanças deste cenário, até que haja aquecimento da demanda ou diminuição do volume de frutas nas roças.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Ceagesp, clima, cotação, demanda, formoso do araguaia, GO, goiás, lagoa da confusão, melancia, oferta, preço, temperatura, tocantins, Uruana

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui