13/11/2020

MELANCIA/CEPEA: Preço sobe na roça paulista, mas cai no atacado

Finalização da safra de GO beneficia preços na lavoura

Por João Pedro Motta de Paiva, Lucas de Mora Bezerra e Fernanda Geraldini Palmieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELANCIA/CEPEA: Preço sobe na roça paulista, mas cai no atacadoVer fotos

Piracicaba, 13 - Ao longo desta semana (09 a 13/11), os preços da melancia aumentaram nas praças produtoras. A fruta graúda foi comercializada, em média, a R$ 0,61/kg em Itápolis e em Marília/Oscar Bressane (SP), aumento de 15,7% em comparação com a semana anterior. Esta alta é decorrente da diminuição da quantidade de frutas de Uruana (GO), cuja colheita deve ser finalizada na próxima semana. Vale lembrar que, por conta da falta de chuvas, o volume de melancia em SP também é restrito.

Já na Ceagesp, a fruta de mesmo calibre foi cotada a R$ 1,3/kg, queda de 2,5% frente à semana anterior. Atacadistas consultados têm relatado dificuldade na comercialização, devido à baixa procura por melancias, principalmente pelo clima mais ameno e úmido no estado. Vale ressaltar que esta situação, de demanda restrita, deve se manter pelo menos até o final de semana (14 e 15/11), por conta das eleições, que dificultam a comercialização da fruta – diante do fechamento de algumas feiras livres.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Ceagesp, clima, colheita, cotação, demanda, GO, itápolis, marilia, melancia, oferta, oscar bressane, preço, SP, Uruana

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui