06/09/2019

MELANCIA/CEPEA: Perdas no TO elevam cotações

Oferta é restrita na região, com predomínio de médias e miúdas

Por João Pedro Motta de Paiva, Laleska Moda e Fernanda Geraldini Palmieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELANCIA/CEPEA: Perdas no TO elevam cotaçõesVer fotos

Piracicaba, 06 - As cotações da melancia finalizaram em alta nesta semana (02 a 06/09) em Uruana (GO). Os primeiros dias foram marcados por baixos preços, devido à fraca demanda em São Paulo – ocasionada pelo clima frio e chuvas na capital paulista. No entanto, segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, houve acentuada perda de produção no Tocantins, devido a entraves relacionados à irrigação, em que uma grande área teve falta de água. Além disso, agentes apontaram problemas com deriva de herbicidas e doenças no estado tocantinense.

Com esse cenário, a fruta graúda (>12 kg) foi cotada a R$ 0,66/kg na praça goiana, aumento de 14,5% frente à semana anterior. Já no Tocantins, com a proximidade da finalização da safra e consequente menor volume ofertado, há poucas melancias deste calibre no mercado, predominando as vendas de médias e miúdas.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: clima, cotação, demanda, goiás, irrigação, melancia, oferta, preço, tocantins, Uruana

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui