30/05/2018

MELANCIA/CEPEA: O que esperar do mercado diante da greve?

Com falta de melancias, atacadistas fecham boxes

Por Mariane Novais e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELANCIA/CEPEA: O que esperar do mercado diante da greve?Ver fotos

Piracicaba, 30 - Ainda não há certezas quanto à normalização do mercado de melancia devido à greve, mas os impactos já causados deverão continuar gerando consequências à cadeia. Com o esgotamento de melancias, a maior parte dos atacadistas fechou os boxes na parcial desta semana (28 a 30/05), segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea. Assim, não foram registrados preços no atacado paulistano nesta semana. 

Quanto às perdas, estima-se que estas tenham sido maiores no trajeto (em caminhões que ficaram parados nas estradas, por exemplo) e menores na lavoura. Contudo, se a situação se normalizar nos próximos dias, a melancia tende a se desvalorizar devido ao acúmulo de mercadorias que pode ser gerado a partir da necessidade de rápido escoamento das frutas no campo. Assim, tendo em vista que junho costuma ser um mês de demanda retraída por melancias, preços em baixos patamares podem representar ainda maiores prejuízos aos produtores.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Ceagesp, Cepea, cotações, greve dos caminhoneiros, HF Brasil, melancia, preço

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui