15/10/2021

MELANCIA/CEPEA: Na roça, menor oferta favorece cotações

Colheita ainda é lenta em SP, e volume reduz em GO

Por Lucas de Mora Bezerra e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELANCIA/CEPEA: Na roça, menor oferta favorece cotaçõesVer fotos

Piracicaba, 15 - Nesta semana (11 a 15/10), a oferta de melancia se reduziu nas roças. De acordo com colaboradores do Hortifruti/Cepea, apesar de a colheita ter se iniciado em Marília/Oscar Bressane (SP), a oferta paulista não foi suficiente para compensar os volumes de frutas que deixaram de ser colhidas com o término da safra do TO. Este fator, aliado à desaceleração das atividades em Uruana (GO) – que já não está mais em período de pico –, reduziram o volume de melancia disponível no mercado doméstico.

Assim, por mais que a demanda pela fruta tenha sido estável, a diminuição da disponibilidade elevou as cotações. Em Uruana (GO), a melancia graúda (>12 kg) foi comercializada à média de R$ 0,67/kg, se valorizando em 45,4% em comparação com a semana anterior. Já na Ceagesp, agentes consultados afirmam que o feriado dificultou ainda mais as negociações, mas que foi possível manter os preços da fruta, comercializada a R$ 1,50/kg. 
 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: atacado, Ceagesp, cotação, demanda, GO, goiás, marilia, melancia, oferta, oscar bressane, preço, Uruana

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui