11/08/2020

MELANCIA/CEPEA: GO finaliza julho com rentabilidade positiva

Cotações são 190% superiores aos custos no período

Por João Pedro Motta de Paiva e Fernanda Geraldini Palmieri
Em parceria com
Bayer
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELANCIA/CEPEA: GO finaliza julho com rentabilidade positivaVer fotos

Piracicaba, 11 – A colheita de melancia em Uruana (GO) teve início lento em 2020. Por conta da pandemia, os plantios foram limitados, diante das incertezas quanto à demanda nacional. No entanto, os elevados preços têm garantido boa margem aos produtores.

De acordo com agentes consultados pelo Hortifruti/Cepea, devido à baixa oferta – dado o menor plantio na região –, as cotações se mantiveram em bons patamares durante os últimos meses. Em julho, período em que a oferta esteve restrita a nível nacional, foram registrados os maiores preços (de até R$ 1,56/kg para a fruta graúda) da série histórica do Hortifruti/Cepea, iniciada em 2014.

Na média parcial da temporada (abril a julho), os valores da melancia estão 106% acima dos custos – sendo que, somente em julho, eles superaram em 190% os gastos médios de produtores. Vale ressaltar que, mesmo com os custos elevados (devido ao aumento no uso dos insumos), as cotações têm animado melancicultores – que plantaram mais durante os meses de junho e julho.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, cotação da melancia, custo de produção da melancia, oferta de melancia, perspectivas para o mercado de melancia, preços de melancia, preços de melancia são recordes, produção de melancia

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui