17/09/2021

MELANCIA/CEPEA: Frete aumenta e cotações recuam novamente

Há dificuldade nos carregamentos, principalmente no TO

Por Lucas de Mora Bezerra e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELANCIA/CEPEA: Frete aumenta e cotações recuam novamenteVer fotos

Piracicaba, 17 - A oferta limitada de caminhões ainda persiste nesta semana (13 a 17/09), principalmente nas regiões produtoras de melancia do Tocantins. De acordo com colaboradores do Hortifruti/Cepea, por mais que disponibilidade de caminhões tenha aumentado em comparação com a semana anterior (06 a 10/09), a quantidade ainda é menor do que a demandada, o que tem gerado dificuldades nos carregamentos. Este cenário, somado ao aumento no valor médio do frete, fez com que os preços na roça recuassem novamente.

Em Uruana (GO), a melancia graúda (>12 kg) foi cotada em média a R$ 0,67/kg, queda de 6,2% em comparação com a semana anterior. Nesta praça, além de dificuldades para carregar, houve também intensificação da colheita. No Tocantins, a fruta de mesmo calibre foi negociada a R$ 0,66/kg, recuo de 3,9% na mesma comparação. Já no atacado, apesar do aumento das temperaturas, ainda não houve forte reação da demanda. Assim, a graúda se desvalorizou em 1% na Ceagesp, com preço médio de R$ 1,56/kg.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: atacado, caminhoes, carregamentos, Ceagesp, cotação, demanda, GO, goiás, melancia, oferta, preço, qualidade, TO, tocantins, Uruana

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui