27/03/2020

MELANCIA/CEPEA: Desvalorização é acentuada nas lavouras paulistas

Demanda se retrai e preços caem

Por João Pedro Motta de Paiva e Fernanda Geraldini Palmieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELANCIA/CEPEA: Desvalorização é acentuada nas lavouras paulistasVer fotos

Piracicaba, 27 - Os preços da melancia recuaram significativamente nesta semana (23 a 27/03) no estado de São Paulo. Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, a maior oferta na roça, devido à intensificação da colheita em Itápolis (SP), juntamente com a queda na demanda (por conta do isolamento social diante do coronavírus), pressionaram as cotações fruta. A graúda (>12 kg) foi cotada a R$ 0,43/kg, forte recuo de 54% frente à semana anterior. Vale lembrar que a queda acentuada também se deve aos valores mais altos da fruta paulista na semana passada.

De acordo com produtores, a colheita mais pronunciada em Itápolis foi acompanhada de perdas na roça – em vista dos acúmulos pela diminuição nos carregamentos. Outra preocupação de produtores desta praça é quanto ao clima seco, que pode impactar na produção (diante da falta de irrigação na maioria das lavouras). Já em Marília/Oscar Bressane (SP), as atividades de campo estão mais lentas – com menor volume de frutas graúdas e previsão de encerramento da safrinha na primeira quinzena de abril.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: coronavírus, cotação, demanda, itápolis, marilia, melancia, oferta, oscar bressane, preço, seca

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui